facebook soundcloud instagram

O Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) publicou nesta quarta-feira, 18 de setembro, a Portaria n° 45 que declara situação crítica de escassez hídrica superficial nas porção hidrográfica localizada a montante da estação fluviométrica Santo Hipólito, na Região Central de Minas. O trecho se refere a parte do Rio das Velhas, até o município de Santo Hipólito, e sua bacia de contribuição, o que inclui parte da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A situação crítica foi identificada pelo Igam, por meio do monitoramento dos níveis do Rio das Velhas, que apontaram vazões abaixo de 70% da vazão de referência Q7,10. Este índice é referência para fins de autorização de uso dos recursos hídricos em Minas. Ele representa a vazão mínima que ocorre no curso d’água que, no caso específico do Rio das Velhas na estação de Santo Hipólito, o percentual de 70% da Q7,10 equivale a 31,85 m³/s. No periodo de 7 dias avaliados, as vazões oscilaram entre 26,82m³/s e 28,68 m³/s.

Acesse a matéria na íntegra no Portal do Igam

Fonte: Ascom Sisema